A SAFIRA TELECOM participou do Web Summit 2019, uma das maiores conferências de tecnologia do mercado, que aconteceu em Lisboa (portugal) no início deste mês. O evento reuniu 70 mil participantes e 1200 palestrantes do mundo todo. Resumir tamanha quantidade de conteúdo não é nada fácil, mas estruturamos aqui as principais lições que trazemos para nosso negócio e que também podem ser úteis em sua empresa

Seu negócio terá o tamanho do sucesso que você leva para seu cliente

Aquele foco tradicional em “produtos e serviços” ficou no passado. O Web Summit ressaltou a importância da filosofia de “Customer Success”, que orienta o sucesso do cliente. E este foi o pilar que adotamos quando desenhamos nossa organização e continua sendo direcionamento. Clientes bem-sucedidos expandem seus projetos, convertem-se em parceiros de negócios, falam sobre nós para os outros e se tornam referências de mercado.

Times ágeis e Time to Market

A dor do cliente acontece agora. Precisamos desenvolver soluções para problemas reais de negócios que não podem esperar. Para isso, mantemos uma equipe interna de Pesquisa & Desenvolvimento e um Conselho de Clientes, que nos fornece subsídios para a definição de visão e estratégia de produtos e serviços, com foco na solução dos desafios de negócios que o mercado enfrenta agora e no futuro.

Segurança de dados tem de ser uma preocupação da sua empresa

Impulsionadas pelas leis de proteção de dados, que ganham escala global, muitas palestras sugeriram caminhos para o uso e manutenção legal dos dados dos clientes. “A informação já é a maior moeda da nossa era e mantê-la segura é fundamental”, mencionou Edward Snowden, que palestrou por videoconferência.

O Brasil também tem discutido intensamente a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e as empresas começam a desenvolver estratégias para garantir a manutenção e segurança das informações de seus clientes. Transparência no uso dos dados é um ponto sem volta: nossas companhias estão preparadas para serem colocadas à prova?

5G e Inteligência Artificial transformarão tudo como conhecemos

A conexão definitiva entre tecnologia e pessoas foi tema frequente. O usuário (ou cliente), colocado no centro, com seu ponto de contato digital (geralmente – e por enquanto – o seu smartphone), orquestrando a partir dali inúmeras frentes de interação e controle, do seu carro à sua casa, passando pela forma como trabalha, se relaciona, paga contas e recebe dinheiro. As próximas gerações não saberão diferenciar o que é ou não digital: tudo estará plenamente integrado. As empresas que não se adequarem à essa nova realidade podem não sobreviver.

Automação é a nova palavra de ordem

Automatizar processos com robotização, chamada de RPA (Robot Process Automation), já é o segundo ponto de interesse das grandes empresas, segundo estudo da consultoria KPMG. Trata-se de uma inovação tecnológica para automatizar processos que antes só poderiam ser executados com a intervenção humana, aumentando a produtividade, reduzindo custos operacionais e eliminando possibilidades de erros. Os profissionais passar a ter mais tempo livre para outras atividades que – por enquanto – só um humano pode realizar adequadamente.

A SAFIRA tem trabalhado muito fortemente em RPA. Um desses exemplos é a baixa automática de faturas dos sites das operadoras.

A tecnologia pode e deve servir para humanizar

Tecnologia e humanização devem caminhas juntas. Como comentou a CMO do JPMorgan Chase, Kristin Lemkau, você pode usar machine learning para personalizar e aproximar sua relação com seus usuários. Nesse passo para humanização, é importante ter a voz da sua empresa. Em um universo de Alexas e Google Homes, vemos uma perspectiva de uso massivo de voz como a próxima jornada de experiência do usuário – afirmou Daniel Leyser, da Meta Design. Concordava com ele Rohit Prasad, VP & Head Scientist da Amazon, que trouxe exemplos de como inteligência artificial pode gerar conversas reais entre sua marca e seus clientes.

Propósito e confiança devem estar no topo dos valores de uma empresa

Empresas que mobilizam equipes, clientes e sociedade, criando conexões em prol de uma sociedade melhor, tornam-se mais fortes. Este é um assunto que levamos muito a sério aqui na SAFIRA: quando otimizamos e transformamos processos de negócios, nós maximizamos valor e reduzimos custos, abrindo a oportunidade para que as empresas cresçam e gerem empregos. Ao final, ajudamos a movimentar a economia e geramos um impacto positivo na sociedade como um todo.